Aprenda a obter renda enquanto assiste a jogos de futebol
Campeonato Brasileiro

Campeonato Brasileiro

Quando falamos em Campeonato Brasileiro muita gente discute sobre quando ele teria começado. Entre as datas, a de 1971 ou 1959. A confusão para o maior torneio brasileiro da atualidade tem uma explicação: a unificação de títulos.

Pela história, a primeira disputa com este nome aconteceu em 1971, quando o clube do técnico Telê Santana venceu a competição — que na época tinha uma final triangular — ao derrotar Botafogo e São Paulo.

Anteriormente eram disputados os campeonatos Taça do Brasil, Torneio Roberto Gomes Pedrosa, Torneio Rio-São Paulo e o Torneio Nacional de Clubes. Atualmente, o Campeonato Brasileiro possui série A, B, C e D, além das competições femininas A1 e A2 e o Brasileiro Sub-20 e Brasileiro de Aspirantes.

O Campeonato Brasileiro nasceu, portanto, para unificar o País em uma só competição, permitindo que mais clubes (fora do eixo Rio-São Paulo-Minas Gerais) conseguissem realizar os jogos e até mesmo se consagrarem campeões.

A Unificação dos campeonatos

Até 2010, a CBF reconhecia o Atlético Mineiro como primeiro campeão Brasileiro, mas no fim desse ano, a entidade estudou um dossiê realizado pelo jornalista Odir Cunha a pedido de seis grandes equipes (Palmeiras, Santos, Bahia, Botafogo, Cruzeiro e Fluminense) e reconheceu os vencedores da Taça Brasil e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa de 1959 a 1969. Com essa unificação, o Palmeiras se tornou o maior vencedor da competição, sendo eneacampeão em 2016

Para se ter uma ideia, desde que o Campeonato foi criado, já são 47 edições, 17.532 jogos e 43.437 gols. Isso sem levar em conta a unificação. Se formos falar dos times que mais venceram partidas, o São Paulo tem 599 vitórias, seguido do Cruzeiro com 569, Internacional com 559 e Corinthians com 558.

Contando as partidas do dossiê são 61 edições, 18.529 jogos e 46.158 gols marcados. Os clubes que mais venceram partidas foram o Cruzeiro com 615, seguido do São Paulo com 617, Santos 598 e Corinthians 595.

Principais times do Campeonato

Não há como falar que existem clubes principais, mas há atualmente alguns que se mantêm sempre no topo da tabela. Entre eles, o Palmeiras, São Paulo, Santos, Corinthians, Grêmio, Cruzeiro, Flamengo, entre outros. Se a análise for feita com base nos times que mais participaram do campeonato, além dos já citados, o Atlético Mineiro também entra na disputa com 53 participações, assim como alviverde paulista. O tricolor gaúcho tem 58 e peixe 57, assim como o mineiro Cruzeiro.

Se virmos todas as tabelas (de 59 até 2017) e colocarmos os quatro primeiros lugares, outros clubes se destacam, como o Internacional, Guarani, Atlético – PR, Sport, Vitória, Coritiba, Bahia, Náutico e até mesmo a Portuguesa e Ponte Preta.

Ranking de clubes vencedores

Nos vencedores é possível colocar a tabela de acordo com o número de campeonatos conquistados ou também com o número de confrontos vitoriosos:

Os que mais venceram jogos:

Jogadores que fizeram história

Que o futebol brasileiro está repleto de craques, é de se imaginar que alguns deles se destacaram, e muito, no Brasileirão. Entre os que fizeram história podemos destacar Neymar, Ceni, Dinamite, Júnior, Romário, Pelé, Cerezo, Edmundo, Zico e Falcão.

O craque da atualidade, por exemplo, tem a maior média de Bolas de Prata desde 1995. Neymar foi responsável por trazer o Santos de volta aos seus tempos áureos e o feito foi tamanho que ele compartilha com Pelé o prêmio Hors Concours.

Artilheiros

Toninho Cerezo tem três Bolas de Prata, duas de Bola de Ouro; Edmundo está no ranking dos maiores artilheiros do Campeonato; Romário tem 155 gols na competição, além de uma Bola de Ouro e dois troféus de Melhor Jogador; Roberto Dinamite tem 190 gols marcados e foi eleito jogador Revelação em 71.

Entre os de maior destaque estão o Rei de Roma com dois troféus Bola de Ouro e dois do Craque do Brasileirão. Júnior tem cinco bolas de Prata, uma Bola de Ouro e um Craque do Brasileirão. O goleiro Ceni se destacou ao se tornar o maior goleiro artilheiro do mundo, marcando seu 100º gol no rival Corinthians, só em Brasileiros o número de bolas na rede foi 65, seguido de duas vitórias como o Melhor Jogador da Competição, quatro vezes Melhor Goleiro e seis vezes o Bola de Prata.

O Galinho de Quintino recebeu a Bola de Ouro duas vezes, Craque do Campeonato três vezes e artilheiro em 1980 e 1982. Já o maior jogador da história do Campeonato é Pelé, que fez 100 gols de 71 a 74 e conquistou seis títulos para o Peixe.

Principais confrontos

Além dos clássicos estaduais como os Derby:

Há também confrontos importantes na competição, que chamaram a atenção pelo seu público:

Aprenda a obter renda enquanto assiste a jogos de futebol